Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade

As Mudanças na Sexualidade dos Idosos - Parte 2

Articles / Comportamento
Date: Feb 26, 2007 - 07:04 AM

Por Anne Griza
Psicóloga e Sexóloga

É importante lembrar que o orgasmo, que é uma sensação física e emocional de prazer não está ligado à ejaculação ou à quantidade de lubrificação da vagina. Ele poderá acontecer, mesmo que, no caso do homem, não haja a liberação de sêmen após o ato sexual, ou que a mulher precise usar algum tipo de lubrificante vaginal.



Um fator que pode diminuir o desejo sexual do idoso é a depressão que, normalmente, diminui a libido do indivíduo, não sendo diferente neste momento da vida. Ela pode aparecer porque muitas pessoas perdem entes queridos, ou ainda, com a proximidade do fim da vida, podem sentir-se muito tristes a ponto de não investirem em si mesmas e nos outros.

A vida sexual do idoso pode ser muito satisfatória se houver informação e compreensão de que algumas mudanças podem acontecer. Cada faixa etária tem suas peculiaridades. A infância é a época da curiosidade; na adolescência, acontecem experimentações (tanto em termos de masturbação como em termos de atividade sexual propriamente dita); a vida adulta, há a redescoberta de um sexo mais maduro e de formas diferentes de sentir prazer; o idoso, percebe algumas limitações, que podem ser superadas com paciência e ainda, outras possibilidades de encontrar o prazer sexual.

Uma destas possibilidades é o fato da sexualidade do idoso estar muito voltada às carícias, às preliminares. É nesta fase que a maior parte das pessoas descobre o quão importante são estes toques, e o quanto as preliminares são importantes para iniciar e manter a excitação.

Nem tudo na sexualidade do idoso pode ser entendido como simples declínio das funções físicas. Existem situações em que realmente algum problema mais sério pode estar acontecendo. Um declínio significativo é normal, mas dores intensas ou completa falta de ereção podem significar algo mais sério. Havendo alguma preocupação maior, o ideal é procurar um médico.

Nenhum momento da vida é igual ao outro, cada um tem sua peculiaridade, e cada vez mais se percebe o idoso como alguém que ainda possui capacidade de se excitar, de amar, de querer ter momentos de prazer, mesmo que estes não ocorram com a freqüência e a rapidez que aconteciam antes. Há que se redescobrir a sexualidade, dar novo sentido a ela, pois é isso que muda, e não o desejo.

Não se pode pensar mais naqueles velhinhos que existiam há tempos atrás, a “velhice” como era conhecida, parece ter seus dias contados, não em termos de fisiologia humana, por que não existe ainda formas de se reverter este quadro, mas em termos de novas visões de mundo e de si mesmo que os idosos estão começando a apresentar.




This article comes from Saúde Sexual - Informações sobre sexo e sexualidade
http://www.saudesexual.com/

The URL for this story is:
http://www.saudesexual.com/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=115